Quintais da Terceira Idade



O Instituto também promove em Belém – PA a distribuição e orientação de cultivo de mudas frutíferas (açaí, cacau, muruci, urucum) para um grupo de terceira idade, que tem sua organização no bairro do Guamá em Belém. Esse trabalho solidário, planejado a partir da percepção de que uma nova realidade se impõe que é o avançar do envelhecimento da população e com maior longevidade, o qual está se processando em meio a condições de vida ainda muito desfavoráveis, na Amazônia e no mundo.


Daí o acesso à informação (educação ambiental), aos recursos (a doação de mudas frutíferas e orientação do plantio), às dinâmicas de grupo, a troca de saberes, a cultura (contação de lendas e histórias regionais através do recurso da dança e expressão), são partilhados em encontros mensais em reuniões vespertinas.

Foi escrita uma minuta de cartilha relacionada a questão da educação ambiental, levando em conta o espaço que hora ocupamos e a importância da adoção de novos hábitos para manutenção dos recursos naturais em nosso cotidiano, que é a cartilha "Qualidade de Vida na Amazônia", em parceria com os idosos.


A cartilha terá um viés regional, enfocando temas inclusive de interesse econômico, como é ocaso da prevenção de doenças que têm se apresentado como endêmicas na Amazônia e que podem ser controladas com medidas tanto na floresta, como nas residências, como é caso da Doença de Chagas, que vem interferindo no consumo de açaí, um dos itens de maior importância na economia paraense. A prevenção de adoecimentos e óbitos da população podem evitar grandes mazelas sociais como a perda de um pai ou uma mãe de família, o que roubaria grande parte das possibilidades do filhos em exercer plenamente seus direitos.


O Instituto explica o cuidado com o meio ambiente, além de proporcionar uma atividade prazerosa, já bem esquecida pela população das grandes cidades. Nota-se que o projeto junto aos IDOSOS, não apenas distribui as mudas, mas promove novas atitudes desses cidadãos, suas famílias e vizinhos(as).