O Projeto UIRÁ



Este projeto nasce de um sonho dos diretores do Instituto e tem seu nome inspirado num livro do escritor Darcy Ribeiro, onde relata a lenda indígena maranhense: "Uirá a procura de Deus”, editora Paz e Terra.


Objetivos do projeto UIRÁ:



a) preservar intacta uma floresta de 3000 hectares (5 km X 6 km), mata nativa conservada por Armando Zurita Leão desde 1975. Desde essa data até hoje não houve exploração florestal.


b) fazer enriquecimento florestal, sendo que isso já está sendo realizado com mudas de mogno, freijó, castanha do Brasil, andiroba, acapu, copaíba, massaranduba, ipê, etc. Isso é feito em área de 400 hectares antes já devastado por terceiros.


c) promover a educação ambiental através da socialização com agricultores da região de como selecionar, plantar e adubar, de modo correto e barato, mudas de espécies importantes do ponto de vista econômico e ecológico.


d) pesquisar e praticar o adensamento florestal, com participação da comunidade, o sindicato dos trabalhadores rurais e pequenos e médios agricultores da vizinhança.


e) o projeto já possui plantados em sua área milhares de pés de castanha do Pará (também castanha do Brasil) de cupuaçu devidamente selecionados, além de árvores frutíferas regionais também selecionadas para facilitar futura produção de mudas. Trata-se de consórcio com pastagem e capoeira (mata de baixa altura) e as espécies florestais selecionadas. O plantio começou em 1992 com puçás mudas. Hoje em 2006, temos 4000 mudas de castanha, em viveiro, em processo de preparação para plantio no futuro. Será adotado um espaçamento mais, ainda não experimentado.


f) produção de mudas florestais administração, gerenciamento, seleção, plantio de mudas e tratos culturais.